FACES SOMBRIAS DE LUIS MIRANDA: O VENDEDOR DE SONHOS | DENUNCIANTE SANDRO ANTONALIA

Leia na íntegra os detalhes e provas que compõem o caso Sandro Antonalia x Luis Miranda. Mentiras, perseguição, ameaças, processos.

QUEM É SANDRO

Com vida estabelecida no interior de São Paulo, na cidade de Sorocaba, Sandro trabalhava na área de embelezamento automotivo, o que lhe trazia um rendimento mensal produtivo; com os ganhos ele ajudava a família e pagava enfermagem domiciliar para mãe.

Sonhador, Sandro tinha um desejo comum entre os brasileiros: tentar melhorias de vida nos EUA. 

CONTATO COM LUIS MIRANDA

Com um sonho em mente e um bom projeto no papel, Sandro começou uma pesquisa para encontrar meios legais de ir para o Estados Unidos. Através de vídeos na plataforma do Youtube ele teve o contato que mudaria, negativamente, para sempre a sua vida: Luis Miranda EUA e a venda de cursos online. 

Durante meses o sorocabano tentou contato com Luis, sem sucesso ele decidiu adquirir um dos cursos (de R$ 1.880,00). Logo após conseguiu ter o primeiro contato com Luis Miranda, o que deu início para a “realização” do seu sonho. Luis afirmou para Sandro que seria o=seu investidor, que gostou do projeto e que, se fosse preciso, conseguiria outros investidores para abraçar o projeto. 

Luis ainda garantiu a Sandro que se fosse necessário o empregaria em uma de suas empresas para garantir o visto de trabalho.

IDA PARA OS ESTADOS UNIDOS

Começaram as negociações para ida de Sandro para os Estados Unidos.

Os contatos com a equipe de Luis Miranda se tornaram frequentes, a equipe se demonstrava sempre solícita para sanar dúvidas e solucionar questões como reservas, informações sobre as modalidades de cursos e etc…

Aconteceu a troca de dados e eram tratados valores sobre condições de moradia, localização, condições de pagamentos. Ele também recebeu fotos da suposta moradia e orientações de como passar pela imigração.

Sandro demonstrava o interesse em permanecer definitivamente, de forma legal, nos Estados Unidos, onde sonhou construir sua vida. Preocupava-se em morar próximo a empresa de Luis, para que o acesso fosse facilitado, uma vez que ele não conhecia o local.

Nas conversas, Sandro manifestava a preocupação com endereço, com sua chegada no aeroporto. Ele cobrou o endereço definitivo diversas vezes, foi orientado a fazer reserva em um site do Luis que jamais funcionou para que ele a realizasse. Então, um dos funcionários de Luis, garantiu que poderia fazer a reserva por lá.

Sandro vendeu todos seus bens: carros, a empresa e se desfez de boa parte de suas coisas. Juntou US$ 12.500,00. Ainda somou diversos gastos no cartão de crédito em sua estadia no país americano.
Após passagens compradas, ele teve uma surpresa: o site, do próprio Luis Miranda, indicado para para reservas da casa não funcionava. Então foi lhe passado um endereço.

CHEGADA NOS ESTADOS UNIDOS E PRIMEIROS PROBLEMAS

Sandro questionou diversas vezes para saber quem seria responsável por buscá-los no aeroporto. Com a garantia de um funcionário de Luis, ele e o irmão chegaram nos EUA.

Não demorou muito para que viesse a primeira surpresa: após quatro horas de espera ninguém foi ao aeroporto buscá-los. Sem meios de comunicação, ele precisou ativar o roaming no celular (o que acumulou mais uma fatura em suas despesas) para acionar um Uber.
Então, finalmente foi para a localização indicada dias antes. Chegando lá outra surpresa: ninguém sabia de sua chegada, nem o porteiro do condomínio. Com auxílio, acionaram um dos funcionários de Luis que chegou horas depois. 

Os irmãos foram levados para um apartamento provisório e foi informado que sua estadia ali seria por uma semana. Sandro relata que foi orientado a comparecer na empresa de Luis de segunda a sexta para demonstrar movimentação e conta que o apartamento era próximo, isso diminuía os custos, uma vez que dividiam os gastos de combustível pegando carona com colegas de casa. 

Ele acrescenta que o Coffee Time, que acontece às quintas feiras, é lei; todos devem comparecer.

A  PRIMEIRA MORADIA MORADIA

Ao contrário do acordado, Sandro morou no apartamento por 45 dias; o local, que deveria abrigar 8 pessoas, abrigava 15. Era cobrado taxa de limpeza da casa, mas o estado de sujeira era extremo. 

O novato fez diversas reclamações, porém nada era feito; após continuidade no desprazer, um dos funcionários de Luis entregou a Sandro material de limpeza e um aspirador de pó para que ele limpasse (lembre-se: ele pagava taxa de limpeza).

Chegou a faltar itens básicos como detergente e papel higiênico.

O sorocabano continuava a frequentar o Coffee Time, mesmo sem trabalhar efetivamente. 

Depois de 45 dias, foi informado sobre a transferência de casa.

A SEGUNDA MORADIA

Sandro foi transferido para outra casa. Alguns amigos seriam direcionados para o mesmo local, mas recusaram afirmando que a casa era problemática. 

Sem escolha, foi levado para a casa. Lá encontrou outra surpresa: a casa tinha 25 pessoas.
Ao entrar na casa Sandro percebeu grande quantidade de camas e beliches espalhadas por todos os cômodos, ao procurar uma cama percebeu que não havia mais lugares; então, foi levado – pasmem – para a garagem da casa, um local apertado e fechado com 3 beliches para seis pessoas e um ventilador de teto.

Condições sub-humanas, os termômetros marcavam 50º durante o dia e no período da noite cerca de 35º; havia apenas uma geladeira para 25 moradores.

Sandro, que comprava comidas avulsas no mercado para manter suas economias, certo dia percebeu algo inacreditável: a comida estava sendo roubada. Isso se repetiu por algumas vezes, foi quando Sandro reclamou com Luis, que por sua vez fez ameaças de denunciar na imigração, caso repetisse; o que não aconteceu, pois, segundo Sandro, os ladrões de comida eram funcionários do próprio Luis Miranda.

A nova “moradia” era distante da empresa de Luis. Foi recomendado que Sandro alugasse um carro para a locomoção. Ele tirou a licença para dirigir.

EXTRAS NOS EUA

Passado quase dois meses e sem ação de Luis Miranda para o projeto de Sandro sair do papel, o mesmo foi levado para trabalhar com lavagem de carros de luxo, de conhecidos de Luis.
Sandro relata que Luis além de não cumprir o combinado, desenvolveu o projeto que ele levou com outra pessoa.

MENTIRAS E ENGANAÇÃO

Ao perceber que tudo não passava de enganação, Sandro começou agir. Logo, abriu uma conta no banco local, para que pudesse organizar melhor as economias que ainda lhe restava.

Foi orientado a fazer um business plan, porém não foi informado que a aprovação não era garantida. O trâmite era feito pela própria empresa de Luis Miranda.
Foi cobrado mil dólares para abertura de uma empresa, Sandro resolveu abrir em outra empresa – fugindo da recomendada pela empresa de Luis.

Foi recomendado outros cursos de Luis, para que pudesse fazer vendas através das plataformas de venda. Sandro comentou que já havia comprado um curso, mas não foi bem orientado (como a princípio).

Com as cobranças de Sandro, Luis sugeriu que ele lesse um livro de 300 páginas para que voltassem a dialogar após. Adiando a conversa sobre os diversos problemas.

Em uma ocasião pediram para que Sandro fizessem login com e-mail e senha, para que fosse feito um cadastro na empresa de Luis, com endereço e telefone. Sem que Sandro percebesse, um e-mail de controle foi adicionado no e-mail dele para acompanhar os seus passos.

Surgiu outra oferta: que ele prestasse serviço usando o Lyft (similar ao UBER). Sandro não é fluente em inglês e se recusou a trabalhar de maneira ilegal, mesmo diante das insistências para amenizar os danos. 

No final foi recomendado um “balcão de empregos”. 

Sandro desabafou com funcionários de Luis, direcionaram ele para conversar com uma advogada de imigração. Ele conversou com a advogada por mensagens, buscando orientações sobre maneiras legais de conseguir o visto americano; e diante de tanto desespero, resolveu desabafar com ela. O que ele não sabia era que a tal advogada era mais uma funcionária de Luis Miranda.

COFFEE TIME: AMEAÇAS 

No dia do Coffee Time, Sandro não queria participar, relata que além de já estar sem dinheiro, não tinha mais ânimo e disposição. Horas depois ele resolveu ir.
Nesse evento, Luis estava agitado, afirmando ter sido traído por alguém que estava ali e direcionava as perguntas à Sandro, indagando o que ele pensava a respeito. Quando Luis citou que disseram que ele era um vendedor de sonhos, Sandro percebeu que era o conteúdo do desabafo com a advogada.

Diante de filmagens, inclusive do próprio celular, Luis resolveu partir para arrogância: com os famosos tacos de pau, Luis e seu funcionário bateram nas mesas, Luis proferiu ameaças a Sandro, um dos funcionários sugeriu para Luis pegar sua arma no escritório.

Sandro decidiu que sairia da casa, mesmo sem dinheiro.

POLÍCIA AMERICANA E SAÍDA DOS ESTADOS UNIDOS

Para a surpresa de Sandro, uma depois Luis chegou na casa acompanhado de membros da sua equipe e da polícia. O policial conversou com Sandro para saber o que estava acontecendo, usando tradutor de conversa, o policial percebeu que Sandro estava apavorado, então decidiu tirar os irmãos da casa.

Os policiais levaram os irmãos para um hotel, onde foi orientado que eles deveriam retornar para o Brasil. Os irmãos contaram não ter mais nenhum recurso financeiro, então um dos policiais custeou três diárias para eles no hotel. As passagens de volta também foram doadas.

DENÚNCIAS NO BRASIL, MAIS UMA “PILANTRAGEM”

Sandro não encontrou registros seus na polícia americana.

Ao chegar no Brasil, decidiu enviar um e-mail para imigração dos EUA relatando seu caso. O e-mail foi recebido e ele recebeu um protocolo; porém algo muito estranho ocorreu: a solicitação recebeu um protocolo de cancelamento, nesse momento Sandro lembrou do dia que logou no computador dos funcionários de Luis, ao averiguar descobriu o e-mail espião na sua conta pessoal.

CAPANGAS E PERSEGUIÇÃO EM SOROCABA

Após a denúncia, a equipe do – agora deputado – Luis Miranda, apareceu em Sorocaba. A equipe foi até uma padaria que Sandro havia contado que frequentava. Ao vê-lo, quiseram saber onde ele morava, com o clima acirrado, Sandro pediu ajuda aos seguranças do local e a força tática foi acionada! Um boletim de ocorrência foi feito.

Sandro relata que Luis Miranda também esteve em Sorocaba e foi informado que o parlamentar procurou por ele na cidade.

A advogada também entrou em contato devido revelações sobre os acontecimentos nos EUA.

LUIS SE TORNA LADRÃO DE SONHOS

Despesas e decepções

Os gastos ultrapassaram os 25 mil dólares que os irmãos tinham em espécie. Somaram inúmeros gastos o cartão de crédito!

Um cálculo superficial demonstrou que Sandro sozinho gastou cerca de 14 mil dólares nos três meses. Sendo:

  • 3 mil dólares de moradia
  • 608 dólares mensais pela cama (o prometido era 427)
  • 60 dólares mensais de limpeza (o prometido era 30)
  • 4 mil dólares com business plan
  • 1 mil dólares do registro de empresa
  • 500 dólares em curso extra do Luis Miranda
  • 560 dólares mensais de comida 
  • 1 dólares mensais de aluguel do carro
  • 600 dólares mensais de seguro veicular

Sandro deu entrada em processos, o que resultou em ameaças para que os processos fossem retirados.

Sandro perdeu tudo o que tinha, inclusive a esperança de uma vida melhor.
Os processos ainda correm na justiça. 

Novas vítimas têm aparecido.
Moradores que ficaram, bloquearam Sandro em todos os meios de comunicação por temerem Luis.

Sandro tem uma vida limitada e perigosa devido as ameaças que tem sofrido.

Ele espera que a justiça seja feita para que ele e sua família possam viver em segurança e sem medo.

A matéria está sendo republicada. Na ocasião em que foi gravada, entrei em contato com a assessoria do deputado, que não quis se manifestar. O espaço continua aberto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: