Turquia mantém quarentena

O país mantém o isolamento como medida no combate ao COVID-19.

Segundo ao jornal Hurriyet, o Ministro Süleyman Soylu declarou: “Nossos colegas enfrentam a pandemia e alguns deles testaram positivo. Colocamos em quarentena 50 cidades, vilarejos e aldeias em 21 províncias.”

A Turquia está tomando e validando medidas todos os dias contra a propagação do vírus, desde o princípio estão tomando as medidas necessárias.

Diz ainda que todo tipo de trabalho tem sido feito no combate ao coronavírus, estabeleceram hospitais de campanha nas fronteias assim que os primeiros casos aconteceram nos países próximos, como por exemplo o Irã, e que todos passageiros eram averiguados com câmeras térmicas nos aeroportos.

A polícia está de plantão 24 horas contra a imigração, a guarda costeira e a segurança contra o terrorismo continuam seus trabalhos sem interrupções. Forças de segurança foram designadas para lidar com quem foi infectado com o Covid-19.

O Ministro ainda diz que as medidas antivírus atuam em muitas dimensões, incluindo ordem pública, sustentabilidade do sistema de saúde, reabastecimento de suprimentos alimentares e higiene e garantia de isolamento, são as prioridades. Eles também tem atuado quem pratica super faturação de produtos, principalmente de EPI.

Ele reforça a importância do isolamento social para a proteção contra o coronavírus, que fechou, de forma preventiva, locais de trabalho e recomendações sobre mercados e suas áreas. Ele ressalta:

Como Ministro do Ministério da Administração Interna, tenho dever de cumprir a lei e aplicá-la, não permitindo que tentem violar a lei durante o período de caos.”

E fez um apelo:

“Peço que fiquem em casa. Preste atenção a distância e ao isolamento social, não saiam das suas cidades. Falo também com nossas tias, irmãs, senhoras e mulheres. Este é um período especial!”

Auxílio:

O professor de economia, Dr. Yalçın Karatepe, avaliou a decisão do governo de pagar 1000 liras turcas a 2 milhões de famílias, Karatepe afirmou que não se sabe quanto tempo durará o surto e que os cidadãos que perderam sua renda devem receber um salário mínimo até o final da epidemia. Observou que o Banco Central deve imprimir dinheiro para isso e enfatizou que a renda por família deve ser aumentado para eliminar as vítimas dessa situação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: