Ministério da Saúde: 6,5 mil ventiladores pulmonares e 240 milhões de máscaras

O Ministério da Saúde fechou contrato com a Magnamed para entregar os esquipamento. Empresas como Suzano, Positivo Tecnologia, Klabin, Flex e Embraer e apoiadas pela Fiat Chrysler Automóveis, White Martins, e outras, atuaram junto a empresa contrata na fabricação em tempo necessário.

Foi investido R$ 322,5 milhões da fabricante nacional. Calcula-se que ainda em abril sejam entregues 2 mil respiradores e no prazo de 90 dias toda a compra. Os respiradores serão distribuídos aos estados pelo Ministério da Saúde.

 “Iniciamos uma ação há cerca de 45 dias, que é extremamente complexa, que é fazer com que a indústria nacional dispare uma produção em tempo reduzido. Temos quatro empresas que produziam esses equipamentos em uma pequena quantidade e, juntos, conseguimos ampliar esta produção”. – Declarou Luiz Henrique Mandetta, Ministro da Saúde.

As máscaras chegaram através de uma operação que envolverá 40 voos e tem início em duas semanas. Serão suficientes para 60 dias. Foi investido R$ 694,3 milhões e o transporte será pelo Ministério da Infraestrutura.

As máscaras cirúrgicas e N95 pesam 960 toneladas e vão garantir por pelo menos 60 dias o abastecimento da rede pública hospitalar. O transporte da China para o Brasil contará com apoio do Ministério da Infraestrutura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: