Luciano Ayan é preso por lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio

Cerca de R$ 400 milhões de empresas foram movimentados por ele e por Alessander Mônaco Ferreira.

O MBL informou que os envolvidos não fazem parte do grupo após a sede ser alvo de investigações.

A prisão é temporária, de cinco dias, realizadas pela operação Juno Moneta.

As investigações ainda apontam que o MBL recebeu doações suspeitas por meio do Google Pagamentos, além de diversas empresas com irregularidades fiscais, entre elas as criadas pela família de Renan Santos, fundador do MBL, que já estão em dívida ativa da União e o valor aproxima dos 400 milhões de reais.

Ministério Público juntamente com a Polícia Civil e a Receita Federal cumpriram outros seis mandados de busca e apreensão das empresas apontadas e foram aprendidos computadores, HDs, pendrives, dinheiro e documentos.

O MP afirmou através de nota que:

“As evidências já obtidas indicam que estes envolvidos, entre outros, construíram efetiva blindagem patrimonial composta por um número significativo de pessoas jurídicas, tornando o fluxo de recursos extremamente difícil de ser rastreado, inclusive utilizando-se de criptoativos e interpostas pessoas.”

Um comentário em “Luciano Ayan é preso por lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: