Vereador Átila Nunes pede impeachment de Crivella

O pedido de impeachment foi votado ontem pela Câmara Municipal, dos 51 vereadores apenas 25 participaram votando NÃO para o impeachment e 23 participaram votando SIM para o pedido de impeachment do atual Prefeito do Rio de Janeiro.

Entre os que votaram sim está Átila Nunes e entre os que votaram não está Carlos Bolsonaro.

O vereador foi ao Tribunal de Contas do Município para reforçar a representação que fezs para barrar a tentativa de Crivella de vender royalties futuros.

Ele também mobilizou uma Ação Popular, sob o Processo No 0249830-50.2017.8.19.0001, onde apontava discriminação nas fichas cadastrais do projeto “Rio ao Ar Livre”; Átila obteve vitória na justiça e a 16ª Vara de Fazenda Pública determinou a retirada das perguntas e ainda que o prefeito ressarcisse todas as despesas da produção e distribuição do conteúdo.

Átila escreveu:

Votei nessa 5a feira no pedido de impeachment do Prefeito nesse caso dos ‘Guardiões do Crivella’.
Além de apresentar, mais uma vez, um dos pedidos de impeachment analisados na Câmara dos Vereadores, votei SIM pela abertura do processo mas, infelizmente, a maioria dos vereadores decidiu o contrário e o impeachment foi rejeitado.
Lamento profundamente pois, em pleno ano de 2020, temos um prefeito que pensa que é “coronel” e usa jagunços para calar a população e a imprensa.
Mas vamos seguir na luta. Nossa denúncia ao Tribunal de Contas do Município já foi protocolada. Queremos que seja devolvido ao carioca todo o valor gasto com esse esquema montado para proteger Crivella e seu grupo político religioso.
Ainda tem a CPI na Câmara, o inquérito policial e a investigação do Ministério Público. E o principal: o voto do eleitor que poderá dar um fim a essa gestão que destruiu a nossa cidade.
Aproveito também para compartilhar com você um trecho do discurso que fiz durante a votação dessa 5a, na Câmara do Rio. Nossa voz Crivella não vai calar! Vamos seguir fiscalizando e denunciando as ilegalidades desse desgoverno.
Peço que assista e compartilhe com seus familiares e amigos que também entendem que o Rio não aguentará mais 4 anos de Crivella como Prefeito.

Um forte abraço!
Vereador Átila A. Nunes

CPI e grupo de ações do prefeito:

Entre as acusações contra o atual prefeito está a ação de um grupo denominado “Guardiões do Crivella” que, em tese, impede o trabalho jornalístico que expõe as faltas do prefeito, principalmente nas questões de saúde.

O grupo seria formado por pessoas em cargos de confiança, que recebem entre 2 mil reais e 18 mil reais, e interrompem jornalistas e entrevistados para coibir a divulgação de informações.

Uma CPI foi instaurada para investigar as ações do grupo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: