Teatro no Bananal: no capítulo de hoje Allan dos Santos finge revolta com Bolsonaro

Após o chilique do mentor da trupe, Olavo de Carvalho, agora é a vez de Allan do Santos, do Terça Livre, simular decepção nas redes sociais.

A tática é bem conhecida entre os bolsolavista, um mecanismo esquizofrênico de forçar os limites dos seguidores que seguem a cartilha olavista para obter alcance nas redes sociais e depois declarar e reforçar apoio ao governo.

O Twitter é referente a portaria assinada por Eduardo Pazuello, atual Ministro da Saúde, que retira a obrigatoriedade de força a vítima de estupro a ver o bebê por ultrassonografia antes do aborto – como tentativa de forçar a desistência do procedimento. Mantendo as regras:

O esclarecimento à mulher deve ser realizado em linguagem acessível, especialmente sobre: os desconfortos e riscos possíveis à sua saúde; os procedimentos que serão adotados quando da realização da intervenção médica; a forma de acompanhamento e assistência, assim como os profissionais responsáveis; e a garantia do sigilo que assegure sua privacidade quanto aos dados confidenciais envolvidos, passíveis de compartilhamento em caso de requisição judicial;

– Preservar possíveis evidências materiais do crime de estupro a serem entregues imediatamente à autoridade policial ou aos peritos oficiais, tais como fragmentos de embrião ou feto com vistas à realização de confrontos genéticos que poderão levar à identificação do respectivo autor do crime; entre outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: