Rodrigo Furtado abre o jogo e fala sobre a vida pessoal e projetos de campanha

O vereador e candidato, aceitou participar de um bate-papo para comentar detalhes da vida pessoal, da história e de seus inúmeros projetos e sobre a bronca que deu em colegas na Câmara e viralizou nas redes sociais.

Seu número de votação é o 20100

A princípio perguntei sobre sua vida pessoal, sua carreira profissional. Rodrigo é um dos grandes nomes do direito na região Sul Fluminense, bem sucedido, ele é proprietário de um escritório de advocacia que é referência em causas importantes.

“Muitos pensam que já nasci bem sucedido, mas não foi bem assim. Na verdade, construí tudo o que tenho revertendo cada gota de suor em possibilidades. Me dediquei muito aos estudos, pois sabia que não bastava ser apenas um advogado, eu precisava ser o melhor. Mas comecei lá em baixo, prestando serviços a preços populares para os que mais precisavam e assim fui descobrindo a realidade do nosso país e de como a democracia está distante de ser plena entre os mais pobres.” – respondeu Rodrigo.

Ele complementa falando sobre suas inspirações que foram estímulos para vida política.

“O ex-presidnete do Chile, Salvador Allende me inspirou em vários sentidos quando disse que “Não basta que todos sejam iguais perante a lei. É preciso que a lei seja igual perante todos”. Então, concordando com essa máxima, resolvi trabalhar não só por mim, mas, também, por todos que mais precisam. Quero fazer minha parte em nome da Justiça e do bem comum.”

Ao falar de família, Rodrigo é emocional e revela seu lado paterno e protetor:

Reprodução Facebook

“Nesse processo constituí a família mais linda do mundo. Tenho uma esposa e dois filhos em idade escolar. Desde então percebi que preciso batalhar em dobro para garantir também a eles uma cidade e um país mais justo, seguro, com oportunidades para todos, sem exceção.”

Tem circulado nas redes, principalmente em São Paulo, um vídeo onde o Sr. expõe sua decepção perante a Câmara. O que o levou a essa decisão e como foi os dias posteriores à sua fala?

“Eu confesso que me decepcionei com o sistema político no qual vivemos. Vejo muito personalismo dentro do poder público como se, para alguns políticos, seus cargos fossem vitalícios e estes fazem da Câmara, que é a Casa do Povo, uma extensão de sua própria casa. Ou seja, não agem sob os princípios da impessoalidade como determina a Constituição. Querem apenas se perpetuar no poder.

A gente tem ideia de que não é fácil lidar com a máquina pública, mas percebi, ao ser eleito pela primeira vez, que preciso ter muita perseverança e força de vontade ou a gente entrega os pontos. Por isso fiz aquele vídeo. Foi mais um desabafo, uma forma de desopilar as angústias.

Contudo, por incrível que pareça, a reação da população foi a melhor possível. Recebi muitas felicitações e declaração de apoio e então me dei conta de que a população, sobretudo a mais carente, merece cada esforço e que eu não desista jamais de fazer de Volta Redonda e do país um lugar melhor para se viver. Se eu desistir, vencerão os maus, os corruptos. Eu não posso deixar que isso aconteça se não todo o sonho que cultivei lá atrás, inclusive para meus familiares, irão por terra e como me sentiria mais tarde, desistindo?

Farei quantos vídeos, discursos e quantos enfrentamentos forem necessários para manter meus ideais intactos e a população em primeiro lugar.”

Questiono sobre a perseguição que ele tem enfrentado, Rodrigo levou a juízo os ataques promovidos por uma rede de Fake News que impeliu crime contra honra*.

*Artigo. 138, do Decreto de Lei Nº 2.848 – 1940 que define o Código Penal: Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa. § 1º – Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga.

A sentença dada pelo juiz Marcelo Dias da Silva da 131ª Zona Eleitoral de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, determinou que o Facebook suspendesse cinco páginas responsáveis pelo crime, sendo elas “Vila Brasília Em Foco”, “Márcia Dias Pereira Valim (Jade)”, “Dudu Magalhães” e “Rose Salazar” e “Maria Fernando Cândido Gomes”, o último seria um perfil falso.

Na determinação, o juiz estabeleceu o prazo “fixo prazo de 48 horas para o cumprimento da decisão, fixando multa diária de R$ 1.000,00 (mil reais), limitada a R$ 20.000,00 (vinte mil reais), para o descumprimento. Encaminhem-se o pedido para a Assessoria Especial da Presidência do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro para cumprimento da decisão “. (Leia a sentença na íntegra)

Rodrigo também foi percursor da CPI da Injeção que levou a cassação do vereador Paulinho do Raio X por corrupção em denúncia criminal, o vereador cassado também foi acusado de tentativa de extorsão contra o atual prefeito da cidade (Samuca Silva).

Rodrigo responde aos questionamentos dizendo:

Sobre esse tema:
– Por que decidiu denunciar? Não foi, necessariamente, uma questão de decisão, mas, sim, de necessidade. O ex-vereador em questão foi pego em flagrante. A história ganhou repercussão nacional através da grande imprensa. Que espécie de vereador e advogado, cujo juramento se baseia na busca da verdade e da justiça, eu seria se simplesmente fechasse os olhos para esse ato bárbaro de corrupção?

A outra opção era prevaricar. E se assim o fizesse, estaria cometendo crime igual ou pior ao Paulinho do Raio-X.

Eu lamento muito que tudo tenha acontecido. Nunca tive nada contra o Paulinho, mas, como todos sabem, meu lema é LEGALIDADE, MORALIDADE e TRANSPARÊNCIA. Eu não tinha outra saída, senão denunciá-lo.

– Quais obstáculos encontrou durante o processo?
Os mais terríveis que possa imaginar. Eu fui ameaçado várias vezes. Seguranças do Paulinho do Raio-X tentaram me intimidar indo nas oitivas armados. Mas o pior de tudo foi quando começaram as Fake News envolvendo parentes meus que nada tem a ver com a história.

Publicações mentirosas circularam pelos esgotos da internet, de forma apócrifa, sem identidade do autor. Tentaram envergonhar meu nome e o da minha família na tentativa de me calar. Mas não conseguiram. Eu não permiti.

– Como lida com os ataques em massa?
Levei todas as declarações caluniosas para a Polícia investigar. Os adversários corruptos e mentirosos estão aprendendo da pior forma que mexeram com a pessoa errada. Não à toa fui autor da lei contra Fake News em Volta Redonda. Então eles foram ingênuos ao pensar que me intimidaria.

Cada ataque, no entanto, serviu como motivador para que eu seguisse em frente na certeza de que ainda há muito o que se fazer para eliminar a corrupção do nosso meio.

– O que pensa sobre haters (odiadores online) que promovem ataques contra você?
Na verdade fico penalizado por eles. Muitos são cargos comissionados, que precisam se sujeitar a esse tipo de vexame para garantir seu dinheiro no fim do mês. Então não me preocupam, por que eles sempre passam.


O que realmente me tira do sério são os financiadores desses haters. Os verdadeiros donos do dinheiro. São esses que precisam ser descobertos, julgados e condenados. Só assim nos veremos livres dessa sujeirada.

Comento que o nome do nobre vereador já era muito requisitado enquanto ele atuava apenas na área do direito, e que como político ele possui atualmente maioria nas intenções de votos. Pergunto a Rodrigo como fez para conquistar esse espaço e obter reconhecimento.

Eu tento sempre escutar a população. Levar para dentro do parlamento o que as pessoas precisam. E, para além disso, eu não faço distinção nem de pessoas e nem de projetos. Acho que os voltarredondenses percebem esse esforço de fazer o melhor em busca de Justiça Social e do bem comum. eu não faço politicagem, faço Política!

Rodrigo foi cotado pelo partido (PSC) como candidato a Prefeitura de Volta Redonda, questiono por que não veio na disputa, sendo tão estimado como político.

Fiquei extremamente lisonjeado quando fui cogitado pelo diretório estadual para representar o partido na corrida eleitoral para prefeito. Mas ainda não chegou a hora de alçar voo tão alto, além do que temos o atual prefeito, Samuca Silva, que é candidato natural a reeleição. Ele é um ótimo gestor público, tem colocado em andamento muitos projetos importantes e inovadores em prática na cidade. Trocar assim de mandatário, no meio do percurso, principalmente durante a maior pandemia da história da humanidade desde a gripe espanhola, é muito perigoso, quase um suicídio. – respondeu o candidato.

Pergunto se ele pretende vir como Deputado Estadual ou federal nas próximas eleições, uma vez que sua atuação seria mais ampla. Ele é pontual:

Ainda não pensei formalmente sobre essa questão. É claro que a gente não perde de vista a possibilidade e muitos amigos me fazem essa pergunta. No tempo certo tomarei a decisão. Mas, de antemão para você, posso admitir que tenho grande desejo de fazer parte da Alerj. Mas, como disse ao responder a questão anterior, prefiro dar um passo de cada vez e os meus eleitores me ajudarão a decidir, no final, qual será o melhor caminho a trilhar.

Ao falarmos sobre os projetos de campanha concretizado, Rodrigo detalha com precisão e segurança as conquistas que garantem emprego, defesa do meio ambiente, atenção a saúde da terceira idade, assistência social e a importante campanha de prevenção ao suicídio, entre outros:

Nós conseguimos realizar grandes feitos. São infindáveis projetos de Lei que, certamente, ficarão para a história do município, a começar pela lei dos 70%  que garante esse quantitativo de vagas de empregos em empresas com sede em Volta Redonda.

Outra conquista que faço questão de destacar tem a ver com a CSN. Graças a minha atuação na Câmara, a maior poluidora do Sul Fluminense empregou no município cerca de R$ 5 milhões em obras verdes, voltadas para preservação e recuperação ambiental. Isso nunca tinha acontecido antes.

Aposentado ou não, o idoso que precisa usar óculos não pode esperar. Antes tinha uma lei que garantia o acessório para apenas os avôs e avós que não trabalhavam mais. Com a lei que criei, isso mudou. Se for da terceira idade e precisar você também terá direito aos óculos e de graça!

Como transparência é essencial no serviço público bem como temos o direito e, os políticos, o dever de nos informar para onde vai o nosso dinheiro, criei a lei do impostômetro. Agora basta olhar para cima da prefeitura e você vai ficar sabendo, com detalhes, quanto a prefeitura arrecadou e poderá cobrar mais tarde.

Desde 2018, as entidades, associações, fundações e organizações não governamentais que promovem assistência social são isentas da conta de água para que elas possam ajudar quem precisa. Vão usar o dinheiro para investir em justiça social.

Também tenho muito orgulho de ter criado a Lei de defesa do consumidor local. Sabemos que a máquina pública é gigante e pesada. Sempre que dependemos dela, em muitos casos saímos perdendo. Mas com o Código de Defesa do Contribuinte, de minha autoria, isso vem mudando em Volta Redonda. Estamos tirando a burocracia e fazendo com que a máquina pública funcione além de evitar cobranças abusivas e o descumprimento de prazos por parte fisco.

Também atuei na saúde preventiva. Pela primeira vez a Câmara fez um importante debate público a respeito do suicídio graças a uma iniciativa nossa! Tratar com seriedade esse problema é a única forma de prevenir e evitar sofrimento não só da vítima, mas, também, da família.

Em fim! São muitos projetos. Minha equipe e eu trabalhamos incansavelmente ao longo dessa legislatura.

O vídeo de campanha mostra a recepção positiva do público com o canditato:

Mais conteúdos podem ser acessados na sua rede social. (clique para acessar)

Um comentário em “Rodrigo Furtado abre o jogo e fala sobre a vida pessoal e projetos de campanha

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: