Campanha contra intolerância religiosa alcança os trends no Twitter

Uma campanha para combater a demonização das entidades de Umbanda tem movimento o Twitter.

A iniciativa que dominou os trends com centenas de posts tem como objetivo desvincular a imagem de Exu com os demônios bíblicos.

Exu Orixá

Nas regiões Nagô, Ioruba e dentre outras muitas comunidades do continente africano, Exu é um Orixá (divindade) representado como senhor dos caminhos, mensageiro, senhor da comunicação, ele quem traz a ordem, o equilíbrio, a organização e a disciplina, tendo sido consagrado por Olodumare como guardião do axé (energia).

Poucas pessoas tem Exu como Orixá de cabeça, líderes espirituais afirmam que quem carrega esse Orixá deve ter muita disciplina, retidão, espírito de justiça e alma benevolente.

Essa divindade tem como elemento o fogo, o dom da percepção, da astucia, da sabedoria e a capacidade de transmutar, manipular magia, dentre outros inúmeros atributos.

Exu na Umbanda

Na Umbanda, Exu é uma entidade, que viveu encarnado, que atua nos mais diversos polos para as mais variadas funções, sempre presente para auxiliar na evolução espiritual humana. Cada Exu tem seu nome, e cada um responde a um Orixá, são representados por características próprias, com suas guias e cores, tudo instrumento de trabalho.

Cada corrente de Exu traz seus falangeiros, por exemplo Exu Tranca Ruas tem na sua falange diversos de outros Exus que atendem pelo mesmo nome, e assim por diante.

Se comunicam com os médiuns através de intuições, sonhos, incorporação. Nas consultas utilizando de seus instrumentos, sua vibração energética que é sua marca, fazem trabalhos de orientação, ordenação, limpeza, quebra de magia, etc.

A demonização

A demonização se dá principalmente pela intolerância e ignorância religiosa, mas não é só isso. Muitos pseudo médiuns utilizam de seres inferiores que usam do nome de entidades para promover feitiços de amarração, morte, separação, jogada de demanda, dentre muitos outros.

A popularização dessa prática e a falta de ética se tornaram crescente e vieram a conhecimento público, uma vez que tais pessoas não tem senso ou pudor em praticar seus rituais e violar as leis superiores em qualquer ambiente.

Sem contar inúmeras pessoas prejudicadas por esse tipo de feitiço que buscaram ajuda não somente na própria Umbanda mas como em outros seguimentos espirituais, incluindo os cristãos, favorecendo o estigma de “demônio” colocado sobre as entidades.

Imagem: Umbanda eu curto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: