“Não sou seu pai, sou seu amante.” Dizia abusador para filha

A vítima, da região Río Gallegos, na Argentina, começou a ser abusada com nove anos, os estupros aconteceram por doze anos.

O suboficial da Aeronáutica era seu pai adotivo, hoje é réu, está detido, está sendo processado e aguarda sentença.

Laura foi adotada quando tinha três anos, ela conta que além dos estupros também era espancada. Devido ao crime em que era submetida não conseguiu concluir a escolaridade.

Ela pede mudança do sobrenome, e declara: “Não estava na frente de um homem, estava frente de um monstro. Ele sempre disse que não era meu pai.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: