Desmistificando a intolerância religiosa

Ainda nos dias atuais a intolerância religiosa é revestida por argumentos de fé. Isso é um mal que afeta não só outras religiões, mas todas as pessoas.

COMENTÁRIO DA AUTORA: O vídeo do qual se trata a fundamentação do artigo foi enviado como um questionamento, a nível de aprendizado, para compreender se o conteúdo apresentado pelo referido era de fato verdade. Para mim, como umbandista e estudiosa, foi bem chocante me deparar com tanta falta de conhecimento e com tanta intolerância religiosa disfarçada de crença pessoal. Portanto, desde já peço aos leitores perdão por algumas pontuações ácidas.
Boa leitura, aguardo seu feedback no final.

Afonso Vasconcelos, do canal “Ciência e Verdade”, conhecido pelo apoio a ideia da “terra plana”, gravou um vídeo, intitulado de “171 – Espiritismo e o Mundo Moderno”, para argumentar, com fundamentalismo religioso bíblico, a comunicação com espíritos e assim demonizá-los, distorcendo fatos históricos, sociais, crenças e práticas religiosas.

Obviamente houveram diversos questionamentos acerca do conteúdo que foi listado abaixo em ordem decorrente do vídeo para ser contra argumentado. Em caixa alta em negrito estão as falas de Afonso e abaixo a contra argumentação. Sigamos.

NA BÍBLIA SAUL PROCURA SAMUEL, DEDUZ QUE A MÉDIUM NÃO VIA OS ESPÍRITOS E SÓ SE COMUNICAVA COM DEMÔNIOS

No 1º livro de Samuel, nos capítulos 28 (versículos 5 ao 25) e 31 (versículos 1 ao 7) podemos averiguar esse relato que trata de um episódio de guerra entre filisteus e israelitas. Samuel era um juiz, não há relatos sobre a causa da sua morte, e, como nas diversas famílias tradicionais, os filhos não seguiram os passos do pai. 

Em resumo, Saul herdaria o trono que por algumas divergências foi passado a Davi.

Saul, por sua vez, tinha expulsado todos médiuns e espíritas do país, conforme narra a própria bíblia. Durante sua passagem entre guerra Saul sente medo do acampamento filisteu e a bíblia relata que ele ficou apavorado, orou a Deus e Deus não o respondeu, nem mesmo por Urim, para quem não sabe Urim é associado a objetos adivinhatórios na cleromancia, uma espécie de dados (Urim e Tumim seriam equivalentes a luzes e perfeições, no hebraico אורים ותמים. 

Saul então ordenou aos seus servos que procurassem uma mulher que se comunicasse com espíritos para que ele fizesse uma consulta, disfarçado, ele se dirigiu até a casa da mulher pedindo que ela invocasse um espírito pelo o nome que ele solicitasse. Após a invocação a médium viu um espírito subindo pelo chão, ela se assusta não por ver o espírito mas por reconhecer que se tratava de Saul – o mesmo que os havia expulsado anteriormente, ela relatou as vestes do espírito e confirmou que se tratava de Samuel.

Samuel dá um sermão em Saul por ter lhe perturbado, Saul fala sobre suas angústias, sobre a guerra, conta que Deus havia se afastado dele, e ele queria respostas de como agir diante de tais situações. Samuel rebate e questiona o afastamento de Deus, fala que pelas próprias mãos Saul perdeu o reino por desobediência a Deus e afirma que ele e seus filhos serão mortos pelos inimigos no dia seguinte.

A médium ainda ampara ele e aos seus servos, fornece alimentação matando um bezerro e o oferece com pão, antes que partissem.

Como dito por Samuel, os filhos de Saul são executados, temendo morrer pelas mãos dos inimigos, ele pede que um dos servos o mate, com a recusa, ele mesmo se mata (suicídio).

Quando Davi, que herdou o reino, soube da morte de Saul por intermédio de uma viajante, solicita que este não comente sobre ela na cidade vizinha para que os inimigos não a comemorassem. Ele roga uma praga no local onde pai e filhos acabaram mortos para que ali não houvesse mais chuva ou produção agrícola. 

Nessa primeira releitura da bíblia podemos constatar diversas coisas, entre elas que Samuel de fato se manifestou em espírito para se comunicar com Saul, por intermédio da médium, que o recado que Samuel dá a Saul era verdadeiro e que dentro do rito hebreu, que deriva toda cultura bíblica, havia consultas adivinhatórias para obtenção de respostas.

DEMÔNIOS ACOMPANHAM A VIDA TODA – NÃO FALA COM ESPÍRITO, FALA COM DEMÔNIO

Todas as pessoas, independente de qualquer religião, podem de fato ter demônios que os persigam durante a vida, principalmente devido aos seus atos ao longo das vivências. E todas as pessoas também têm acompanhamentos espirituais, sejam espíritos antepassados, espíritos afins, entidades, orixás, anjos, todos sem exceção tem acompanhamento, se esse fator será desenvolvido espiritualmente ou não vai da particularidade e religiosidade de cada um.

O “fala com demônios” é uma característica crítica enraizada no fundamento religioso evangélico luterano, visto que o espírito de Samuel é manifesto e não se tratava de um demônio. Assim, como existem diversos seres não evoluídos que se plasmam com imagem, voz, trejeitos de seres de luz para se passarem por eles. O que se diferencia um do outro é o conteúdo da mensagem, do comportamento e principalmente da vibração energética e vibração energética não é coisa de macumbeiro, é tema da ciência física comprovada por dados prováveis que mostram que todos os seres humanos possuem uma vibração energética que pode ser variante perante as emoções, situações, intercorrências. 

NÃO SÃO ESPÍRITOS HUMANOS

A resposta anterior responde perfeitamente essa. De fato nem todos seres espirituais “são humanos” porque lidamos com seres de diversos planos que se diferenciam entre entidades, divindades, elementais. Sabe o Espírito Santo que recebem na igreja evangélica? Ele também não é um espírito humano.

PESSOAS CONSULTAM ESPÍRITOS PARA NEGÓCIOS E VENDAS, ACENDEM UMA VELA, ÀS VEZES FUNCIONA, MAS NÃO FUNCIONA DE VERDADE PORQUE OS ESPÍRITOS (que dão a consulta) QUE TRAVAM A VIDA 

Essa fala é cheia de inverdades e ignorância (de conhecimento) a respeito das diversas religiões. As pessoas não consultam espíritos só para negócios, até porque não existe entidade agiota, em sua maioria as consultas são para fornecer ensinamentos, diretrizes de equilíbrio, limpezas, alinhamento, aconselhamento, entre outros. Inclusive muitos dos que procuram apoio por terem sofrido danos nas religiões tradicionalistas hebraicas.

A vela não é acesa para fechar negócio ou acordo, mas para dar sustentação aos trabalhos. Lembra que a Igreja Católica acende velas? É o mesmo princípio, apesar de não ser falado. 

Não existe às vezes funciona e às vezes não funciona, nenhum ser espiritual vai ser dar ao trabalho de vir em terra, desgastar o corpo do médium para realizar um trabalho mal feito ou sem merecimento, atenção a última palavra: merecimento, uma pessoa pode procurar quantas religiões for, se ela não tiver merecimento naquele momento sua solicitação não será atendida. 

Por que um espírito investiria sua evolução em travar a vida de um humano? Só se esse humano estiver cometendo grandes erros, ou estiver lidando com seres não evoluídos, consequência de suas próprias ações.

HISTÓRIA DO ESPIRITISMO – ONDE COMEÇA O ESPIRITISMO

O espiritismo, como estudo e termo, foi desenvolvido por Hippolyte Léon Denizard Rivail (Kardec) na França, em meados do século XIX, para estudar e fornecer conhecimento claro acerca da prática do espiritismo já cultuada por diversos países como Israel, Índia, Egito, China e tantos outros, inclusive os hebreus já praticavam atos ritualísticos com incensamento, sacrifícios, iniciações, dentre outros muitos preceitos (alguns que os judeus seguem até nos dias atuais).

Nos estudos de Kardec, ele analisou o conteúdo da bíblia cristã, dessa investigação nasce o livro “Evangelho segundo o Espiritismo”, comprovando a encarnação em muitos versículos. Dou destaque a dois nesse texto:

Jó 14;14 “Quando o homem está morto, vive sempre; acabando os dias de minha existência terrestre, esperarei, porquanto a ela voltarei de novo” 

Lucas 16;24-31 “Entretanto, o homem rico também morreu e foi sepultado. Mas no Hades, onde estava em tormentos, ele olhou para cima e observou Abraão ao longe, com Lázaro ao seu lado. Então, gritou: ‘Pai Abraão! Tem compaixão de mim e manda a Lázaro que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porquanto estou sofrendo muito em meio a estas chamas!’ (…) foi colocado um grande abismo entre nós e vós, de maneira que os que desejem passar daqui para vós outros não consigam, tampouco passem de lá para o nosso lado’. Diante disso, suplicou: ‘Pai, então eu te imploro que mandes Lázaro à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Permite que ele os avise, a fim de que eles também não venham para este terrível lugar de sofrimento’. Contudo, Abraão lhe afirmou: ‘Eles têm Moisés e os Profetas; que os ouçam!’. Mas ele insistiu: ‘Não, pai Abraão! Se alguém dentre os mortos for ter com eles, certamente se arrependerão’. Abraão, concluindo, lhe afirmou: ‘Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se permitirão converter, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos!’.

RITUAL AOS ESPÍRITOS COMEÇA NA ÁFRICA “ONDE TUDO SURGIU”

O primeiro trecho da resposta anterior responde essa questão. Diversos povos e culturas milenares já praticavam culto ritualístico com espíritos e seres espirituais antes da formulação da bíblia. Inclusive o próprio Salomão é apontado como um escravizador de demônios, nesse caso não se trata de entidades e sim seres “infernais”, que hoje ficou popular por falarem sobre a “chave de Salomão“.

É basicamente impossível datar uma localidade. Repetindo, o culto ritualístico é/foi praticado por gregos, romanos, egípcios, hebreus, incas, celtas, nórdicos, tribos africanas (iorubá, banto, bessen, brasileiras (antes de ser tornar Brasil, claro) cubanos, chilenos, bolivianos, estadunidenses).

UMBANDA E KARDECISMO TEM ORIGEM AFRICANA

O kardecismo não tem origem africana. Como descrito, teve seu início na França como ordem doutrinária não religiosa, no século XIX. Já a prática do espiritismo, como relatado, sempre foi praticado na história da evolução do mundo.

Rivail, ou Kardec, iniciou seus estudos quando ouviu o amigo Carlotti relatar acontecimentos espirituais, apesar de cético na época, ele passou a frequentar algumas reuniões e observar os fenômenos. Em certa sessão, um médium disse que em uma vida anterior, como celta, ele se chamava Allan Kardec, e que como Kardec ele, Rivail, deveria reunir ensinamentos e conclusões dos últimos séculos em uma doutrina que reunisse os ideais de Cristo e alívio para os homens encarnados.

Com base na ciência, investigou detalhadamente as correntes espiritualistas e aprimorou a comunicação com espíritos desencarnados com técnicas associadas, como método pestalozzi sintetizado por Rivail. Os primeiros ensinamentos foram publicados em 1857 no livro “O Livro dos Espíritos”, que diferenciou o conceito de estudos dos ideais espiritualistas que eram moda na época, utilizando de linguagem sintética, na retórica livre.

Ao contrário do que muitos pensam, a umbanda não nasce no espiritismo e tão pouco no candomblé, um seguia os preceitos científicos e por isso era frequentado por elites brasileiras e a outra tem fundamento africano, com sincretismo durante a escravidão, mas seguindo o culto puramente aos orixás (divindades) e não cultuava (até então) entidades, que são espíritos desencarnados que trabalham em uma corrente de vibração. Atualmente na umbanda foi inserido o culto aos orixás e as falanges de entidades seguem na corrente vibratória desse.

Zélio Fernandino de Moraes estava para ingressar na Marinha do Brasil e foi acometido repentinamente por uma paralisia sem solução médica. Certo dia ele determinou a si mesmo que no outro dia estaria curado e assim aconteceu, vendo aquilo médicos e os tios de Zé, que eram padres, não alcançaram explicação para tal feito. Um amigo da família o convidou para ir até a Federação Espírita do Estado do Rio de Janeiro, ao se sentar na mesa manifestaram espíritos de caboclos e pretos velhos, o dirigente considerou os mesmos espíritos atrasados e deu ordem para que se retirassem.

Zélio incorporou o Caboclo das Sete Encruzilhadas que defendeu os demais espíritos de índios e negros, e afirmou que se ali não houvesse espaço para que esses cumprissem sua missão ele (entidade) fundaria uma nova espécie de culto na casa de Zélio, assim foi feito.

A umbanda nasce no dia 15 de novembro de 1908, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, fundada por Fernandino de Morais por intermédio e orientação do Caboclo Sete Encruzilhadas, na casa chamada Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade.

A princípio trabalhava-se com entidades de “direita”, que correspondem a pretos velhos e caboclos (dentre outras), no atendimento público, o culto de exus e pomba giras era restrito aos médiuns. Com o passar do tempo aconteceram agregamentos de entidades, ritos e instrumentos. 

TODO MUNDO CONSULTA ESPÍRITO NA ÁFRICA

Assim como na América Latina, o continente africano tem grande diversidade religiosa e cultural. Engana-se quem pensa que a única e prevalecente religião africana seja o culto aos orixás, a pluralidade religiosa na África varia a muitos anos, em meados de 1900 foi inserido o cristianismo, islamismo, hinduísmo, bahá’ís, agnósticos, e, com preponderância, as religiões tradicionais que são elas mitologias berbere, egípcia, akan, ashanti, fon, igbos, efik, isoco, iorubá, bushongo, bambuti, lugbara, akamba, dinka, lotuko, masai, khoikhoi, lozi, tumbuka, zulu.

Ou seja, não, nem todos países e tribos africanos consultam espíritos.

POR QUE OS ESPÍRITOS ILUMINADOS NÃO RESOLVEM O PROBLEMA DA ÁFRICA – ELES FAZEM PARTE DO PROBLEMA

Isso trata-se de uma questão social, econômica, política e cultural. Não depende de cunho espiritualista, mas de ações humanas e principalmente humanitárias não exploratórias, que é o cenário atual que o continente se encontra. 

Ao contrário do que popularmente se acredita, o continente africano não reúne apenas países extremamente pobres, uma análise estatística da http://desacato.info/, apontou que os dez países mais ricos da África têm renda per capita equivalente com algumas cidades e regiões brasileiras. São eles (em ordem decrescente, sendo o último o top 1:

  • 10º Etiópia
  • PIB: US$ 48 bilhões, equivalente a Porto Alegre
  • 9º Líbia
  • PIB: US$ 50 bilhões, equivalente a Manaus
  • 8º Quênia
  • PIB: US$ 63 bilhões, equivalente a Curitiba
  • 7º Sudão
  • PIB: US$ 67 bilhões, equivalente ao Amazonas
  • 6º Marrocos
  • PIB: US$ 104 bilhões, equivalente ao Espírito Santo
  • 5º Angola
  • PIB: US$ 132 bilhões,equivalente a Goiás
  • 4º Argélia
  • PIB: US$ 228 bilhões, equivalente a cidade do Rio de Janeiro
  • 3º Egito
  • 2º África do Sul
  • PIB: US$ 342 bilhões, equivalente a Região Metropolitana do Rio de Janeiro
  • 1º Nigéria
  • PIB: US$ 595 bilhões, equivale a região Nordeste.

O continente tem a diversidade de 2092 línguas faladas e mais oito mil dialetos, a maioria dos povos são bi ou trilingues. 

O norte da África esteve  no principal corredor na Antiguidade, que faz parte do desenvolvimento dos povos, servindo de rota de navegações pelo Mediterrâneo. O Egito, por sua vez, foi uma das grandes potências dos povos antigos, reunindo ptolomeus e faraós, rota da seda da China, de grande relevância para os árabes e proporcionando as grandes cidades criadas pelos fenícios. Os árabes dominaram essa região muito antes que os europeus. Com o passar do tempo, os sistemas governamentais enfraqueceram com a mudança de rota do Mediterrâneo para o Atlântico.

O continente africado teve grandes impérios, como o Império Wagadu, 1.000 a.C., que reunia domínio da metalurgia, controlava as principais rotas de sal e ouro que passavam pelo deserto, além de serem grandes artesãos. Eles foram dominados pelo império mulçumano de Mali no século XIII, com isso a fortuna foi redestinada. Timbuktu foi a capital do Império Mali entre os séculos XIII e XIV e teve o desenvolvimento superior a Londres, chegando a ser a cidade mais rica do mundo.

Foto: Isto é

O Império Aksum, localizado no sul do Egito, controlava a região do Mar Vermelho, desenvolveu bases que não deixaram que o Reino da Etiópia não fosse dominado pelos europeus, o único reino a não ser dominado. Após negociações comerciais com romanos, o povo de Aksum foi convertido ao cristianismo, o primeiro império a ser convertido. O império só ruiu durante as guerras de Mussolini.

O Império de Zimbabwe, ainda mais ao sul, tinha rotas comerciais em parceria com indianos e mulçumanos. Houveram outros impérios como o Império Ioruba, Império do Benin, Império Songai, Império Kanem-Bornu.

A escravidão sempre existiu no continente, não começa com a vinda dos escravos para o Ocidente, os escravos eram espólio de guerras tribais, e foi aprimorado com os mulçumanos até serem vendidos para os europeus, que durou quase três séculos. Com as crises que foram crescendo, principalmente pelas quedas dos grandes impérios, os africanos começaram a ser trocados por armas, manufaturas e outros artigos, isso diminuiu o potencial de expansão, pois perderam mão de obra local.

Os acordos pacíficos com europeus foram substituídos pela dominação europeia, no século XIX todo continente já estava subjugado, a cultura milenar foi descaracterizada e mais escravos passaram a ser vendidos, diminuindo ainda mais a capacidade interligada com a mão de obra.

O Congresso de Berlim, de 1878, ratificou a prática, o continente africano se tornou propriedade dos outros povos que ignoravam completamente o desenvolvimento do país, o interesse maior era em explorar as riquezas naturais para alimentar as indústrias de seus países na era da industrialização. As áreas do continente foram demarcadas por países como França, Inglaterra, Bélgica e outros. Durante a partilha, as fronteiras foram redefinidas o que provocou rivalidade étnica ao reunir a diversidade cultural e tribos inimigas, o que afetou diretamente a capacidade de produção, saindo do cultivo para extração mineral e a monocultura.

As expedições científicas que desembarcavam no local faziam vasta pesquisa exploratória para reconhecer os recursos minerais do local.

Houveram confrontos quando a cultura local foi sendo substituída, obrigatoriamente, pela cultura européia, nesse período os dominadores já tinham armas e experiência em guerras, os africanos foram derrotados com rapidez.

Outro fator foi ponto de gatilho para desvalorização do continente africano, os povos brancos passaram a retratar a África como lugar de selvageria, debilidade, imoralidade, e os europeus passaram a propagar essa ideia para informar ao mundo que o povo africano não havia cooperado para o desenvolvimento e sabedoria universal.

No entanto, até nos dias atuais, a África é um continente de grande produção e exportação, com inúmeras riquezas naturais e culturais, a Nigéria, por exemplo, tem uma enorme reserva de petróleo, essa região também cultiva cacau, café, amendoim, bananas e azeite de dendê, além de possuir solo rico em gás natural e estanho, todos com finalidade maior de exportação, além de ter inúmeras jazidas de minérios diversos. O produto exportado corresponde a 95%, sendo 20% de produto interno e 80% da receita nacional. As indústrias, um setor ainda pequeno, atuam no segmento de fumos, bebidas, equipamentos de transportes e automóveis, produtos químicos, têxteis, alimentos, especiarias, ervas e óleos, além de sorgo, painço, mandioca, milho, arroz, borracha natural, pesca e exploração de madeira e ouro.

As produções que são em grande parte exportadas não conseguem suprir o mercado interno, o que ocasiona a diminuição de ofertas no continente, a monocultura estimulada por grandes compradores do exterior causa a desertificação.

Apesar de atrair olhares de investidores internacionais, a exploração local é subsidiada pelo baixo custo na venda, o que impede o crescimento do continente.

Em resumo, não é causa de intervenção espiritual da espiritualidade local e sim dos interesses e ganâncias mundiais que não fazem uma compra justa, deixando os africanos sempre na condição escravista: trabalhando muito e recebendo tão pouco que não sobra muitas vezes para comer.

MESA BRANCA E MESA PRETA

Conceito maledicente para diferenciar kardecismo de umbanda/candomblé, sendo que os dois últimos não trabalham com mesas e sim com giras.

VEIO DOS GIGANTES E SÃO ESPÍRITOS DA TERRA

Os espíritos da terra vem do conceito religioso escandinavo, não tem relação com kardecismo, com rituais africanos e tão pouco com cristianismo. As tribos e raças mitológicas das crenças neopagãs nórdicas eram chamados Vættr, que deram origem ao culto aos elfos (Álfar), anões (Dvergar), gigantes (Jötnar) e deuses como Vanir, Aesir, além dos espíritos da terra, Landvættir, espíritos caseiros Húsvættir.

O povo Vættir, que tinha diversas raças e cultos próprios, acreditavam que os deuses eram descendentes dos gigantes.

RESOLVEU PROBLEMA DE SAÚDE COM ESPIRITISMO, MENTIRA PORQUE ELES FINGEM QUE RESOLVEM E PERDEM DO MESMO JEITO ALI NA FRENTE

Essa fala é interessante, porque antes de você receber alguma orientação ou promoção de cura, o espírito ou entidade geralmente te fala por qual motivo você está submetido a essa condição, o que significa que se for do seu merecimento passar por aquilo, você vai passar, talvez com menos sofrimento do que antes, e se não for do seu merecimento você vai alcançar a cura total. O que não significa que se você recebe uma cura espiritual por algo que você não merecia estar passando, que se você errar em outra situação lá frente não será cobrado, por exemplo, você está com um resfriado fortíssimo e recebe a cura de uma entidade, se você pular de uma montanha e quebrar a perna é consequência da sua irresponsabilidade e não do trabalho mal executado do ser.

“CONSULTA O ESPÍRITO PRA VENDER UMA MOTO” VENDE A MOTO MAS ACONTECE UMA DESGRAÇA NA FAMÍLIA – SUMIU UMA PEREBA DO PÉ E APARECEU NA BUNDA

Assim como a explicação acima não tem correlação uma coisa com a outra. Se você tem uma unha inflamada e pede ajuda para que sare, vai sarar, mas na próxima semana se você bater a unha do outro pé é um problema seu. Se você vende com sucesso uma moto após uma ajuda de um espírito e na próxima semana alguém da sua família é infectado com coronavírus não correlação com o feito anterior.

MESA BRANCA E MACUMBEIRO NÃO É DIFERENTE – MUITO PRÓXIMO – COLLOR E LULA PEDIRAM BÊNÇÃO PARA “MÃEZINHA” NA BAHIA

São diferentes em quase todos aspectos, no método de trabalho, no método de execução, nos rituais. Pedir ou dar bênção não significa muita coisa, por exemplo uma mãe cristã que abençoa seu filho traficante, se ele estiver numa troca de tiro e for morto a bênção não adiantou de nada. 

Nas religiões umbanda e candomblé há grau hierárquico e merecimento de alcance, muito ligado à conduta do médium, ninguém vai entrar numa casa hoje e receber uma bênção do pai de santo para se tornar pai de santo dali a três dias.

MANUAL DA VIDA BÍBLIA SAGRADA: NÃO FALE COM ESPÍRITO PQ NÃO SABE O QUE É BOM E O QUE É MAU

Como comprovado, a própria bíblia deixa exposta a comunicação com espíritos, tanto a de Saul que é considerado um desobediente, quanto por Abraão que foi um escolhido de Deus.

KARDECISTA NÃO É CRISTÃO – PRA SER CRISTÃO TEM QUE LER A BÍBLIA JESUS DIZ: NÃO VIM ABOLIR A LEI – ANTIGAMENTE AS PESSOAS NÃO ERAM EVOLUÍDAS E NÃO PODERIAM FALAR COM ESPÍRITOS 

Bom, cristão, segundo a teogonia, é aquele que crê na existência de Jesus e não necessariamente segue uma cartilha escrita por homens da época com base em suas próprias experiências e percepções. 

Em Mateus 5, versículo que Jesus fala sobre não abolir a lei, ele prega sobre bem aventurança e o sermão de boa conduta no que diz respeito a não praticar injustiças, de cobranças e leis espirituais, dos pecados carnais que afetam o espírito como cobiçar uma mulher em pensamento, falsas promessas, e logo abaixo Jesus muda a “lei” do velho testamento abolindo o dente por dente, o odeie seu inimigo e quem o persegue. Não tem relação com espiritismo, há mudança de leis sim, ao contrário do que dá a entender a frase.

OS PAÍSES QUE SE CONSULTAM COM OS ESPÍRITOS NÃO VÃO PRA FRENTE – QUEM MAIS CRESCE NO BRASIL É O ESPIRITISMO, ELEGEMOS PRESIDENTES MACUMBEIROS, TODO MUNDO CONVERSA COM ESPÍRITO, TEM LIVROS DE ESPÍRITOS.

Essa afirmação é bem fora de conceito e demonstra um alto grau de incompetência histórica. 

Começando pela maior potência do mundo: os Estados Unidos tem diversas religiões espiritualistas, e o cristianismo não tem predominância por lá, Nova Orleans, por exemplo abrigou uma das maiores feiticeiras do mundo, chamada Marie Laveau, conhecida como rainha do Vodu, e o voodoo tem origem 100% africana, vinda de Benim. 

Existem diversos outros cultos praticados nos EUA, na Europa, no Japão, diversos cultos de invocação e comunicação com espíritos e seres espirituais, países completamente desenvolvidos em todas as áreas, cultural, industrial, tecnológica, científica, etc.

São milhares de religiões espalhadas pelo mundo como Sikhismo, Jainismo, Xintoísmo, Taoísmo, Caodaísmo, Fé Bahá’í, Asatrú, Neopaganismo, Wicca, Xamanismo, Cristianismo, Catolicismo, Judaísmo, Islamismo, Xiismo, Sufismo, Ibadismo, Carijismo, Sunismo, Kardecismo, Umbandismo, Candomblecismo, Mitraísmo, Tenrikyoismo, Cheondoísmo, Hinduísmo, Budismo, Quimbadismo, Voduísmo, Santerísmo, Helenismo, Politeísmo, Druidismo, Satanismo, entre outras.

O MELHOR PAÍS DA ÁFRICA DO SUL É A ÁFRICA DO SUL E LÁ TODAS AS MULHERES FORAM ESTUPRADAS PELO MENOS UMA VEZ

A África do Sul já é um país, não tem um país dentro dele, é composto por estados e cidades como qualquer outro país.

Na verdade, segundo a Rape Crisis, uma em cada três africanas podem ser violentadas uma vez na vida. Na África do Sul uma mulher é violentada sexualmente a cada 27 segundos. Um quarto é abusada antes de completar dezesseis anos. 

Isso se dá pela falta de julgamento para abusadores, a cada 25 homens denunciados, 24 ficam livres de condenação.

LI A BÍBLIA COM 28 ANOS DE IDADE, ÚNICA COISA QUE A ESCOLA DEVERIA TER ME ENSINADO É LER A BÍBLIA, FOI TARDE E É UM MANUAL DA VIDA, MELHOR QUE QUALQUER MANUAL DE COMO ARRUMAR UM CARRO POR EXEMPLO

Uma escolha unicamente pessoal, o que é o manual da boa vida para alguns é um manual de tortura e traumas para outros. Assim como quem acredita que correr uma hora por dia é essencial para uma velhice saudável e quem acredita que descansar uma hora por dia é o essencial, ou quem acha que comer alface é a garantia de bons nutrientes e quem acredita que ingerir centrum garantirá os nutrientes necessários.

O que não significa que seja verdadeiramente bom ou indispensável.

Para uns o rivotril evita o suicídio, para outros o mesmo farmáco é a causa do suicídio. 

Relativo e íntimo.

FALAR COM ESPÍRITO NÃO É BOM, A BÍBLIA É CLARA, NÃO ADIANTA FICAR NERVOSO, OS MANSOS HERDARÃO O MUNDO

Se analisarmos por esse viés ninguém vai herdar nada, principalmente no caos social que enfrentamos nacionalmente e mundialmente, onde todo mundo anda transtornado, ansioso, desequilibrado. O espírito não tem nada haver com problemas de ordem psíquica que devem ser tratadas no setting terapêutico. O que o espírito pode fazer é orientar, direcionar, dar caminho, mas não vai incorporar para caminhar pra gente.

NÃO TEMOS QUE INTERFERIR, QUER FALAR COM ESPÍRITO PODE FALAR, DEVEMOS TER LIBERDADE DE FALAR, LIBERDADE RELIGIOSA, O SER HUMANO DEVE TER LIBERDADE DE ERRAR, ASSIM COMO EU ERREI E TENHO QUE DAR O DIREITO DE TODO MUNDO ERRAR (…) GRITAR NUNCA RESOLVEU NADA OS MANSOS HERDARÃO O MUNDO SEGUNDO O MANUAL DA VIDA

Isso chama liberdade religiosa. Se gritar adiantasse alguma coisa os crentes já teria convertido o mundo inteiro.

NO ANTIGO TESTAMENTO TEM HISTÓRIAS AGRESSIVAS, TEM UMA LÓGICA, TINHA QUE SER ASSIM, OS DEMÔNIOS QUEREM QUE A GENTE BRIGUE.

A lógica era a predominância por assassinato, ocupação de locais, apropriação de riquezas, apropriação de mulheres para fins sexuais ou escravistas, destruição de culturas, subjulgação dos povos dominados e imposição religiosa, assim como os católicos repetiram o modelo e assim como tem crentes que repetem o modelo até nos dias atuais na África. 

O MANUAL DA VIDA DIZ: NÃO FALE COM ESPÍRITOS

Respondido acima e provado pela própria bíblia que homens “escolhidos” e “rejeitados” por Deus mantinham comunicação com espíritos, principalmente com anjos, como caso de Jacó.

TEMOS NO MUNDO PARA ALERTAR SOBRE ISSO, É ISSO AQUI: MOSTRA IMAGEM DA ÁFRICA: OS ANTEPASSADOS FIZERAM COISAS RUINS E A ENERGIA NEGATIVA VAI SOMANDO E CHEGANDO NO FUTURO

Os povos desenvolvidos e equipados com armas de fogo fizeram coisas ruins na África, destruíram a cultura, os povos, extraíram e extraem todas riquezas naturais. Por essa lógica deve ser por isso que a energia negativa tem ressoado em tom de coronavírus, gripe aviária, malária, peste bubônica, febre amarela, gripe espanhola, erupção de vulcões, desabamentos, quedas de aviões, naufrágios de navios, políticos salafrários.


Anúncios

Um comentário em “Desmistificando a intolerância religiosa

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: