SP: morador de rua morre por hiportemia

Conhecido como Betinho, o homem, que era jovem, morreu em decorrência do frio. A temperatura em São Paulo capital tem chegado a 5º pela manhã.

HIPOTERMIA

Excesso de frio e comorbidades são fatores de riscos da hipotermia, o vento gelado e superfícies geladas contribuem para o agravamento dos casos. Nos sintomas, primeiramente a pessoa tem tremuras de frio, pode ter incapacidade de movimentação, perda de consciência, os sistemas do corpo humano começam a ser bloqueados, os dentes passam a bater.

Quando os calafrios param a vítima fica inativa e entram em coma, diminuindo as funções respiratórias e cardíacas, por fim o coração para.

Solidariedade e socorro

Grupos de solidariedade tem atuado nas madrugadas frias da cidade levando alimentos, agasalhos e cobertores para aquecer quem necessita.

Ana Cláudia Graf, que presta serviços sociais voluntários, faz parte do grupo de ações e já atendeu centenas de pessoas entre crianças, jovens, adultos e idosos.

Na sua atuação em frente ao combate ao frio, Ana solicita apoio do SAMU para socorrer aqueles estão em situação de risco.

Os abrigos paulistas registram alta de ocupação, o que dificulta abrigar todos os moradores de rua.

O governador de São Paulo, João Dória, também tem prestado socorro as pessoas em situação de vulnerabilidade com apoio da Polícia


Anúncios

Um comentário em “SP: morador de rua morre por hiportemia

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: