Racismo e preconceito: Kakau Cordeiro usa púlpito para incitar discriminação

Ela estava na igreja Sara Nossa Terra, em Nova Friburgo, no Rio de Janeiro.

A palestrante afirmou:

“É um absurdo pessoas cristãs levantando bandeiras políticas, bandeiras de pessoas pretas, bandeiras de LGBTQIA+, sei lá quantos símbolos tem isso aí. É uma vergonha, desculpa falar, mas chega de mentiras, eu não vou viver mais de mentiras. É uma vergonha. A nossa bandeira é Jeová Nissi. É Jesus Cristo. Ele é a nossa bandeira. Pára de querer ficar postando coisa de gente preta, de gay, para! Posta palavra de Deus que transforma vidas. Vira crente, se transforma, se converta!”.

Segundo o delegado Henrique Pessoa, titular da 151º DP, o discurso da mulher configura transgressão típica na forma do artigo 20 da Lei 771687 e ela pode responder por racismo e homofobia, podendo ser detida de 3 a 5 anos.

Até o momento a igreja não se posicionou sobre o ocorrido.


Anúncios
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: