Avanço de contaminações por covid e H3N2

O saldo das festas de final de ano começam a surgir: alta de contaminação, internação e mortes pelos vírus que ainda assolam a população.

Declarado estado de calamidade por profissionais de saúde, a nova variante da influenza, a H3N2, tem maior índice de contaminação do que covid, coloca em risco não somente adultos, crianças, jovens e idosos também podem se contaminar facilmente com o vírus.

Onze estados já estão em alerta, incluindo Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Bahia, Paraná, Rio Grande do Sul, Amazonas, Rio Grande do Norte, Maranhão e Ceará. Já são contabilizadas internações e mortes das variadas faixas etárias.

A não notificação ao sistema de saúde impede o acompanhamento estatístico do vírus, isso porque muitas pessoas optam por tratar em suas residências, aumentando o risco de espalhar o vírus para os familiares e evitando fazer os testes específicos para detectar qual o vírus que está ativo.

Diversos relatos de infectados afirmam que a H3N2 é mais grave do que o covid, seus sintomas incluem tosse, espirro, coriza, dores no corpo, fadiga mental, entre outros, e boa parte dos pacientes afirmam que os sintomas perduram por mais de vinte dias.

Diversos famosos cancelaram seus eventos após contraírem a doença nas festas de final de ano.

A recomendação ainda é distanciamento social, uso de máscaras e álcool 70%, além de permanecer em isolamento de 14 dias caso apresente sintomas ou diagnósticos e procurar o sistema de saúde.

COVID

O novo surto de covid-19 também acumula mortes e internações, somente ontem (24h) 175 mortes foram notificadas e 18.759 novas infecções, totalizando até o momento 619.384 mortes por covid no Brasil.

As variantes Ômicron, Delta, Alpha, Beta e Gamma, também estão sendo rastreadas e notificadas no Brasil e no mundo.

Déficit de vacinação contribui para o avanço do vírus.

COVID + INFLUENZA

A flurona, variante de covid + influenza, também tem mostrado aumento no Brasil e em outros países, a dupla infecção também representa riscos e seus sintomas podem ser confundidos com covid ou influenza, a associação foi descoberta recentemente e médicos já desenvolvem métodos de testagem.

A melhor medida ainda é a prevenção.


Anúncios
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: